10 dicas para proteger sua senha nos sistemas de segurança

A tecnologia tem contribuído muito para os sistemas de seguranças, pois ela proporciona mecanismos cada vez mais práticos e eficientes para manter uma determinada área protegida. Seja com o monitoramento em tempo integral e acessível a qualquer momento e de qualquer lugar ou por meio de restrições de acessos.

Contudo, muitos sistemas de segurança se utilizam de senhas, mas não adianta registrar senhas se elas podem ser descobertas facilmente ou se você tiver dificuldades para memorizá-las.

 

Ter uma senha forte e diferente para cada um dos seus serviços de segurança é algo que, por vezes, se torna complicado e corre risco de esquecimento. Para ajudá-lo a escolher uma senha segura e fácil de memorizar, deixamos algumas dicas.

 

Senhas fortes para sistemas de segurança eficientes

 

Dica 1 – Para tornar a sua senha mesmo segura, o ideal é compô-la com pelo menos 7 caracteres, combinando letras minúsculas e maiúsculas, números e símbolos. Se você tiver receio de não conseguir decorar, tente criar algo com as letras iniciais de uma frase que se lembre facilmente.

 

Dica 2 – Evite utilizar dados como nomes de cidades, países e familiares nas suas senhas de sistema de segurança.

 

Dica 3 – Evite usar números relacionados consigo ou com pessoas muito próximas, como datas de nascimento, número de identificação e datas de casamento. O mesmo serve para matrículas de carros ou números de telefone. São senhas fáceis de serem descobertas e dessa forma muito simples desligar o seu sistema de segurança.

 

Dica 4 – Tente não utilizar palavras inteiras, seja na sua língua, seja noutra, pois existem softwares que procuram por combinações usando todas as palavras existentes.

 

Dica 5 – Se trocar a sua senha, faça-o por completo, evitando utilizar partes da anterior.

 

Dica 6 – Usar números ou letras consecutivas facilita o trabalho dos softwares utilizados para descobrir senhas. Assim, senhas como abcdef ou 1234567 são exemplos daquilo que não se deve fazer.

 

Dica 7 – Mesmo que seja o seu computador pessoal, nunca permita a gravação de senhas, pois alguém pode acessá-lo e desativar seu sistema de segurança.

 

Dica 8 – Procure criar uma senha diferente para cada registro que tenha.

 

Dica 9 – Para aumentar a segurança, crie uma rotina de troca de senhas mensalmente.

 

Dica 10 – Nunca empreste a sua senha, e caso o faça, troque-a logo em seguida.

 

Você já conhece os sistemas de segurança da Ausec? Se você busca proteger seus bens, não pode se esquecer do seu maior patrimônio que é a vida. Siga estas dicas e comece já a aumentar a segurança das suas senhas. Às vezes, pequenas alterações levam a grandes efeitos sobre a segurança dos seus dados.

   
Voltar
Imprimir
Compartilhar
Comentários:
0 Comentário(s)

Deixe o seu comentário!