Como funcionam os sistemas de identificação de pessoas

A necessidade de diferenciar alguém da multidão é tão grande na área da segurança, que as tecnologias desenvolveram sistemas de identificação de pessoas realmente impressionantes. Atualmente, existem diversas formas automatizadas para distinguir pessoas, a fim de realizar gestão inteligente de espaços privados controlando acessos de entrada, identificando responsáveis por ações e localizando indivíduos em vários locais.

 

Dentre as principais tecnologias temos a biometria, o reconhecimento facial, a identificação pela íris, e recentemente até mesmo a autenticação da pessoa por meio de um smartphone. A seguir vamos abordar cada uma dessas tecnologias. Acompanhe!

 

Biometria de impressões digitais

 

Identificar cidadãos pelas digitais é um método utilizado pelas polícias do mundo inteiro há mais de um século. A Scotland Yard, polícia londrina, foi pioneira na identificação de criminosos por meio de suas impressões digitais, e isso no início do século XX.

 

Presentemente, a biometria tem sido amplamente empregada como uma forma confiável de identificar pessoas, um exemplo seria a aplicação dessa tecnologia em bancos.

 

Cada vez mais utilizada em caixas eletrônicos, a biometria tem transformado a forma como as pessoas são identificadas nos bancos, por meio de dispositivos que analisam as digitais dos clientes e autorizam o acesso à conta, dispensando assim o uso de senhas.

 

Reconhecimento facial

 

As câmeras de vigilância estão espalhadas em lugares como aeroportos, cidades e condomínios. Por meio de imagens de vídeo sequenciais, softwares são capazes de escanear rostos e identificá-los pela comparação de padrões. Esse tipo de software também pode se conectar a bancos de imagens a fim de localizar pessoas.

 

Cogita-se que o desenvolvimento dessa tecnologia possa resultar em um dispositivo capaz de reconhecer pessoas e levantar todos os dados sobre ela contidos na internet, incluindo redes sociais. Isso permitiria que qualquer pessoa que tivesse a imagem capturada em um estádio de futebol, fosse imediatamente identificada por meio de suas atividades na internet. O que acha disso?

 

Biometria pela íris

 

A íris possui padrões praticamente únicos. Na realidade, a probabilidade de existir duas íris iguais é de 1 em 10 elevado a 72, ou seja, bastante improvável. Até mesmo a íris do olho direito é diferente da íris do olho esquerdo.

 

E, para quem ainda pensa que o reconhecimento de íris acontece somente em filmes de ficção, vale a pena saber que a Samsung lançou a tecnologia em seu smartphone Galaxy Note 7. Para utilizá-la, o usuário só precisa olhar para a tela do celular, assim obtêm autenticação para operar o dispositivo.

 

Sistemas de identificação de pessoas com dispositivos móveis

 

Já é possível realizar gestão inteligente de espaços com um aplicativo para smartphone. A tecnologia vem de encontro aos padrões de comportamento da sociedade moderna, afinal, é muito difícil conhecer alguém que não carregue seu dispositivo móvel para todo lado.

 

O aplicativo de celular permite ao dono de imóvel, liberar ou não, a entrada de uma pessoa no local. A pessoa que tem o acesso liberado para aquele dia e horário, só precisa aproximar o celular do leitor e a porta abre automaticamente. Já pensou em usar seu smartphone como chave da sua empresa, da sua casa ou do seu carro? Será que esse é o começo de um mundo sem chaves?

 

Como pudemos constatar, a tecnologia tem produzido soluções incríveis para proporcionar maior segurança à população. Agora, só precisamos esperar que todos esses sistemas de identificação de pessoas se popularizem, e se tornem parte da nossa rotina, não é mesmo? Aproveite agora para curtir nossa página no Facebook e se conectar em nossa conta no Linkedin!

   
Voltar
Imprimir
Compartilhar
Comentários:
0 Comentário(s)

Deixe o seu comentário!